Facebook

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Tempo

Para quem trabalha no comércio esta época de natal pode representar quase 25% dos resultados anuais de uma empresa. O que quer dizer que 25% do trabalho de um ano se acumula em 15 dias do mês de Dezembro, que por sua vez representam apenas 4,10% de um ano. Não estou me queixando, estou só tentando justificar a falta de tempo para escrever neste blog.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Lançamento na Feira de São Leopoldo

Lançamento do livro "Inclusão Escolar: Conjunto de Práticas que governam".
Editora Autêntica, 2009, orgs. Maura Corcini Lopes e Morgana Domênica Hattge.
O lançamento ocorrerá no dia 03 de dezembro (Quinta-feira) às 18h na 24ª Feira do Livro Ramiro Frota Barcelos da cidade de São Leopoldo localizada na Praça 20 de Setembro em frente à Biblioteca Pública Vianna Moog (Rua Osvaldo Aranha, 934 - Centro).

Os autores e autoras deste livro se propõem a pensar sobre as práticas de inclusão escolar estabelecidas nas instituições. Alicerçados, fundamentalmente, nos estudos foucaultianos o livro traz nomes importantes na área dos estudos da obra do filosofo Michel Foucault como: Sílvio Gallo, Alfredo Veiga-Neto e Jorge Larrosa. Os artigos deste livro instigam o leitor e/ou educador a pensar novas práticas educacionais inclusivas.

Blog GEPI Unisinos

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

24ª Feira do Livro de São Leopoldo

Cartaz principal desta edição da Feira do Livro de São Leopoldo.

No ritmo em que andam as coisas, nesta época do ano, faz com que qualquer livreiro chegue bem perto da "loucura". Principalmente eu que além de ter que me tornar um "extraordinário leitor" de faturas, fichas técnicas, isbn, sinopses entre outras coisas me aventuro no trabalho das artes gráficas...
O bom de tudo isso é que com conversas valiosas com o Jarí Rocha organizador da Feira do Livro de São Leopoldo e diretor do Centro Cultural José Pedro Boéssio e uma parceria, mais do que satisfatória, com a Nata Santejano chegamos ao final de uma belíssima campanha visual para a 24ª Feira do Livro de São Leopoldo.
Alguns dos marcadores.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Novos Livreiros



Já estão instaladas em alguns lugares da Europa as primeiras máquinas automáticas de venda de livros. Imagine só como estão se comportado estes novos livreiros.

- Por favor, podia dizer se a tradução de A Morte de Ivan Ilitch, de Lev Tolstoy, é feita diretamente da língua russa?

- Reeenheeec, reeenheeeec, … Por favor, introduza as moedas ou as notas.

- É a 1.ª edição?

- Reeenheeec, reeenheeeec, … Por favor, introduza as moedas ou as notas.

- Já leu? E gostou?

- Reeenheeec, reeenheeeec, … Por favor, introduza as moedas ou as notas.

- O livro está em oferta, podia embrulhar para presente?

- Reeenheeec, reeenheeeec, … Por favor, introduza as moedas ou as notas.

- Se a pessoa para quem eu vou dar o livro já tiver, posso trocar?

- Reeenheeec, reeenheeeec, … Por favor, introduza as moedas ou as notas.

-Ah, não responde! Então, queria o livro de reclamações, por favor.

- Reeenheeec, reeenheeeec, … Por favor, introduza as moedas ou as notas.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

IV Aldeia Sesc Capilé

O Museu do Trem (rua Lindolfo Collor, 61, Centro) recebe as atividades da IV Aldeia Sesc Capilé, mostra cultural que envolve artes plásticas, música, teatro, dança, cinema e literatura. A programação rola entre 8 e 12 de outubro, nos turnos da manhã, tarde e noite, sempre com entrada franca. Serão realizadas 38 atividades no decorrer do evento, incluindo exposições, espetáculos, oficinas, experimentos, sessões de cinema e leitura. A diretora do Museu do Trem, Alice Bemvenuti, considera que a Aldeia Sesc Capilé será mais um momento de difusão da história ferroviária do Rio Grande do Sul. "Centenas de pessoas vão circular por aqui para conferir as atividades culturais e, consequentemente, vão conhecer ou rever o nosso acervo. Outros projetos, como o Ação Educativa, estão inserindo fortemente o Museu do Trem na vida da comunidade local", destacou. Confira a programação do dia 10 a 12/10 abaixo:


10 de outubro:

10h às 12h - Oficina de artesanato para crianças (Ministrante: Beatriz Pereira de Lima)
10h às 12h - Oficina de musicalização para Terceira Idade (Ministrante: Cao Guimarães)
10h às 12h - Oficina de Dança Contemporânea (Cia. Municipal de São Leopoldo)
13h às 15h - Oficina de iniciação teatral (Ministrante: Marcelo Schneider)
15h - Palco aberto: mostra de grupos locais
17h - Espetáculo Musical: Luciano Alves e band
18h - Cinema: Mostra Jodorowski ¿Fando e Lis¿
19h - Leitura dramática: Ânsia, de Sarah Kane (Manifesta Pro.)
20h - Teatro Adulto: A comédia dos erros (Cia. Teatro di Stravaganza)
21h30 - Experimento-Performance: TEC

11 de outubro:

13h às 15h - Oficina de iniciação teatral (Ministrante: Marcelo Schneider)
13h às 15h - Oficina de artesanato para crianças (Ministrante: Beatriz Pereira de Lima)
15h - Palco aberto: mostra de grupos locais
15h - Teatro infantil: O tempo da descoberta (Teatro Luz & Cena)
17h - Teatro de Rua: Banda Circense (De Pernas pro Ar Grupo de Teatro)
18h - Cinema: Mostra Jodorowski ¿El topo¿
19h - Bate-papo sobre literatura: Diacrônica (Jari da Rocha e convidados)
20h - Teatro Adulto: Frida (Juçara Gaspar)
21h - Espetáculo musical: Charles Master

12 de outubro:

13h às 15h - Oficina de musicalização (Ministrante: Cao Guimarães)
15h - Palco aberto: mostra de grupos locais
16h - Teatro de Rua: ¿O santo guerreiro e o herói desajustado¿ - Palco Giratório (Cia. São Jorge de variedades/SP)
17h30 - Teatro Infantil: Salada mista (Teatro Luz & Cena)
18h - Cinema: Mostra Jodorowski ¿A montanha sagrada¿
19h - Leitura dramática: Inverno, de Jon Fosse (Manifesta Pro.)
20h - Encerramento com a bateria da Estação Primeira de São Léo

Fonte: https://www.saoleopoldo.rs.gov.br/home/show_page.asp?id_SHOW_noticia=6226&user=&id_CONTEUDO=&codID_CAT=2&imgCAT=tema_prefeitura.jpg&categoria=Not%EDcias

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Arte de criar leitores

Entre as vantagens de ser um leitor pode-se mencionar a habilidade de pensar logicamente; de analisar e resolver problemas; de falar e escrever claramente; de expressar melhor as questões; de persuadir e de pesquisar; de conhecer a si próprio. Mas isso é mesmo útil? Tudo depende do modo como a noção de “utilidade” é compreendida. Vivemos em uma época em que são privilegiadas as ações que provocam resultados imediatos para uma melhoria visível e concreta da vida humana. A leitura não produz nenhum benefício imediato, não serve para construir casas, barcos ou remédios, não torna a vida mais fácil. Parece, portanto, ser inútil. Entretanto, nem tudo que parece ser inútil é desnecessário. A arte, por exemplo, também não tem diretamente nenhuma função. Por outro lado, o que pode haver de mais valioso na vida do que a arte, mesmo sem nenhuma utilidade concreta?
A leitura tem em comum com a arte a característica de não gerar conhecimentos ou objetos capazes de favorecer imediatamente os interesses humanos. A importância da leitura e da arte é indireta, quase imperceptível; trata-se de modificar nosso olhar sobre o real, aprendendo a reconhecer que as coisas não foram antes do mesmo jeito que são agora e não precisam continuar a ser tal como têm sido até então. O leitor e o artista desconfiam do mundo tal como o conhecemos, preparando o terreno para a construção de outros mundos.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Teatro - Programação de Outubro

Segue a programação de teatro para outubro no Centro Cultural José Pedro Boéssio em São Leopoldo.
Dia : 6, 7 e 8/10 Horário: 20h
Terça, Quarta e Quinta


Espetáculo: Primeiro as Damas
Ingresso: R$ 15,00 antecipado. R$ 20,00 na hora
Duração: 1:22 Classificação etária: 16 anos

________________________________________________


Dia: 09/10 Horário: 15h

Sexta-feira


Espetáculo: Teatro InfantilA Princesa Fedorenta
Ingresso: Gratuito
Classificação etária: livre

__________________________________________________


Dia: 14/10 Horário: 20h

Quarta-feira

A imagem é do cartaz da última temporada realizada em abril

Espetáculo: O Analista de Bagé
Ingresso antecipados: R$ 10,00 (na Livraria do Trem)
Na hora: R$ 15,00
Duração: 1h10min Classificação etária: 12 anos

___________________________________________________


Dia: 16/10 Horário: 10h
sexta-feira
Espetáculo: “Quando Chagar a Hora”Teatro Adolescente
Ingresso público geral: R$ 6,00
Meia (estudantes, idosos e assinantes VS) R$ 3,00
Classificação etária: Adolescente

__________________________________________________

Dia: 18/10 Horário: 16h e 19h
Domingo
Espetáculo: OS ANJOS (Grupo teatral LAVAMO NÓIS!)
Ingresso: R$ 5,00
Duração: 40 min Classificação etária: livre

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Luiz Ruffato em Porto Alegre

O blog Textículos (Jari Rocha) publicou hoje o convite para o lançamento do último livro de Luiz Ruffato que será na Livraria Cultura em Porto Alegre dia 15 de outubro -quinta-feira- às 19h. Um convite como este vale reforçar.
___________________________
Luiz Ruffato é formado em Comunicação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, exerceu jornalismo em São Paulo.
Publicou Histórias de Remorsos e Rancores (1998) e Os sobreviventes em 2000, ambos coletâneas de contos.
Ganhou os prêmios APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e Machado de Assis da Fundação Biblioteca Nacional com o romance Eles Eram Muitos Cavalos, de 2001. Este livro foi publicado também na Itália (Milão, Bevino Editore, 2003), na França (Paris, Métailié, 2005) e Portugal (Espinho, Quadrante, 2006).
Em 2002, publicou As máscaras singulares (poemas) e Os Ases de Cataguases, contribuição para a história dos primórdios do Modernismo (ensaio).
Em 2005, iniciou a série Inferno provisório, projetada para cinco volumes, com os livros Mamma, son tanto felice e O mundo inimigo. Destes seguiram-se Vista parcial da noite e O livro das impossibilidades.
Esses romances foram premiados pela APCA como melhor ficção de 2005.
...
Estarei lá...

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Selo para blogs literários

Já faz bastante tempo que vejo os “selos” que circulam como premiações de blog para blog. Recentemente o blog “Solo Urbano” do Éver Ribeiro foi contemplado com o selo “Este blog acerta em cheio” oferecido pelo blog “Morena de Pintas” da Angela Dal Pos.
Ser bem relacionado com os vizinhos de blog é muito importante e penso ser a maneira mais rápida de se ganhar mais visitas. Uma rede social virtual sólida garante retornos como links e indexação rápida pelos mecanismos de busca, mas também demonstra que as pessoas gostam de seu conteúdo e o consideram relevante. Uma maneira de demonstrar isso são os “Selos” criados pelos próprios bloggers.
Os selos funcionam como uma rede de indicações. São passados entre os blogs diretamente e eles mesmos determinam para quem querem repassar a indicação. Isso multiplica links em outros blogs (o que é bom para o seu PageRank) e mostra para seus visitantes os blogs que você costuma ler e visitar também.
Por esse motivo dou parabéns ao amigo Éver e ao mesmo tempo lanço mais um “selo” na blogosfera. O selo é “Este Blog dá um Livro”. Conforme as regras, indico abaixo dois blogs que considero relevantes e que valem ser lidos e acompanhados.

O primeiro é o blog “Crônica Crua” de Leandro Coimbra - RS

O segundo é o “Blog da Escrita” da Marinês – SP

Espero que os indicados gostem e indiquem outros blogs literários para receberem este selo.
Um grande abraço.

Daniel Cunha

Ler ou não Ler?


segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Dia 17 de Setembro (Quinta-feira) às 18h e 30min

Dia 17 de Setembro (quinta-feira) às 18h e 30min no Centro Cultural José Pedro Boéssio - Biblioteca Pública - reunião do Fórum do Livro e da Leitura para discutir os rumos das políticas públicas do Livro no município e preparação para 2ª Conferência Municipal de Cultura.


São Leopoldo é o único município do Estado e o segundo do País com uma Legislação própria no campo do livro e da leitura a Lei do Livro de abril de 2007. Lei que ainda não está regulamentada.
Contamos com a presença do maior nº de pessoas possível neste encontro para que possamos definir os rumos que nossos políticos irão dar para o Livro e para a Leitura em São Leopoldo.

Quando: 17/09/2009 (Quinta-feira) às 18h e 30min
Onde: Centro Cultural José Pedro Boéssio (Rua Osvaldo Aranha, 934, centro - São Leopoldo)

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Quarta-feira, dia 9 de setembro às 19h

Cultura - Henrique Schneider e seus "Contos da Vida Breve" em São Leopoldo


O escritor “itinerante” Henrique Schneider estará em São Leopoldo nesta quarta-feira, 9 de setembro, para a 3ª edição do Roteiro de Leituras Contos da Vida Breve 2009. O evento acontecerá na Livraria do Trem às 19h, que fica localizada ao lado da estação terminal São Leopoldo.
Nos últimos meses, o hamburguense não parou. Esteve em várias cidades do Estado com o projeto patrocinado pelo Centro Universitário Feevale. Em 2008 esteve em Buenos Aires. Ainda neste mês (dia 18 de setembro) vai ler para os cariocas na Livraria Argumento.
Durante cerca de 50 minutos, Schneider interpretará alguns dos contos publicados desde 2003 na edição dominical de um jornal regional do Vale do Sinos.

Carreira literária

Autor dos livros Pedro Bruxo (Metrópole, 1984), O Grito dos Mudos (L&PM, 1989 - Bertrand Brasil, 2006) e A Segunda Pessoa (Mercado Aberto, 1998), o escritor Henrique Schneider foi um dos 10 finalistas do 50ª Prêmio Jabuti, em 2008, com seu mais recente trabalho. Contramão, publicado pela Editora Bertrand Brasil em 2007, foi indicado na categoria Romance da principal premiação da literatura brasileira.

PROJETO DE LEITURAS FEEVALE CONTOS DA VIDA BREVE
Quando: 09/09/2009 - quarta-feira às 19h
Onde: Livraria do Trem
– Rua São Caetano, 53 sala 03, centro – São Leopoldo – RS

ENTRADA FRANCA

Estamos esperando por você!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

É tudo ficção

O livreiro novato pergunta para o livreiro mais antigo:

- Mestre, como posso distinguir os temas dos livros e saber onde os colocar?

- Os livros com textos antigos vão para a filosofia. Os livros com textos curtinhos e, às vezes com rima, vão para a poesia. Os livros com diálogos e didascálias vão para o teatro.

- Didas… quê?

- Didascálias.

- Ah!... E o resto?

- O resto?!… Embora muitas vezes não pareça, é tudo ficção.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Pensamento da Semana

“Escrever, ler ou adquirir um livro é sempre um ato de inteligência. Deve ser por isso que se vendem tão poucos livros”.

Livreiro anônimo à beira do suicídio

sábado, 18 de julho de 2009

São Leopoldo Fest vs Feira do Livro

Após a São Leopoldo Fest teremos talvez não o “maior”, mas um dos mais importantes “eventos” de São Leopoldo (pelo menos assim deveria ser considerado e as políticas públicas assim o celebram): a Feira do Livro da cidade.
Em tempos de velocidade exacerbada, volatilidade, descartabilidade, planejar uma Feira do Livro exige um olhar atento para o lugar ocupado pela leitura no cotidiano da cidade. Consideramos que este é um dos momentos mais importantes do nosso cotidiano urbano. Criar uma cultura da leitura e do livro pressupõe o entendimento de que apreciar uma feira requer uma parada, como o fazem inúmeros “ratos” de Biblioteca, de sebos, de livrarias de livros novos... Ler, como diria Larrosa, é “demorar-se, é enfiar-se na leitura”. Portanto, exige um trabalho minucioso antes, durante e após a Feira do Livro.
Uma Feira do livro não pode ser um simples lugar de passagem (o que vem ocorrendo ano após ano no município). As pessoas passam rapidamente pelos livros, compram uma daquelas maletas com livros de qualidade literária e editorial duvidosa e dirigem-se para a praça de alimentação e/ou para apreciarem as atrações artísticas.
Isto fala sobre o lugar ocupado pelo livro no cotidiano de nossos leopoldenses e no cotidiano de nossas políticas públicas. Como bem diz um escritor conhecido nosso, que tem realizado um trabalho interessante na área da literatura —leitura de contos nas portas das fábricas e nos lugares que seriam considerados os mais inusitados—, “não tenho como gostar daquilo que não conheço”. A população opta por aquilo que o mercado cultural acaba financiando, disseminando e legitimando. Horrores são gastos ano após ano com atrações que se pulverizam logo após concluídas. E depois nos perguntamos: por que será que tantos brasileiros sofrem de um “analfabetismo funcional”, ou seja, mesmo tendo passado pela escola mal conseguem ler, escrever e interpretar textos simples? Interpretar!!!! Talvez fosse muito mais cômodo não ser capaz de interpretar algumas coisas. Talvez a vida fosse mais fácil!!!!
Como expus em outro momento no blog “ler devia ser proibido”, porque através da leitura passamos a questionar o nosso entorno e tudo aquilo que é considerado natural. Nietzsche já nos dizia “Inventamos as verdades, esquecemos que inventamos, esquecemos que esquecemos”.
Numa sociedade letrada como a nossa ninguém ousaria duvidar da importância do livro e da leitura. Porém, nos perguntamos: qual a importância do livro e da leitura nas políticas culturais de São Leopoldo? O que os leopoldenses esperam da próxima Feira do Livro da cidade? Ou teremos que continuar visitando ano após ano apenas a Feira do Livro da capital?
Esperamos que logo após a celebração do “maior” evento de São Leopoldo —a São Leopoldo Fest—, possamos celebrar com muita seriedade um dos “eventos” (é muito mais do que um “evento”) mais importantes da cidade: a Feira do Livro local!

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Livro - O Cotidiano Urbano

2º Prêmio Literário Sérgio Farina


Os organizadores do Prêmio Literário Sérgio Farina disponibilizaram para venda, na Livraria do Trem, alguns exemplares da 2ª Antologia do Concurso: O Cotidiano Urbano.
O número de exemplares é bem limitado.
Quem tiver interesse é só passar na Livraria do Trem que fica localizada na Rua São Caetano, 53, sala 03, Bairro Centro, São Leopoldo - RS. Ou entrar em contato pelo fone: (51) 3037-7857.
O e-mail para maiores informações é livrariadotrem@terra.com.br

Livro: O Cotidiano Urbano
Autor: Vários
Editora: Sinodal
Local: São Leopoldo, Brasil
Ano: 2009
Páginas: 216
Encardenação: Brochura
Língua: Português (Brasil)
Arte Capa: Gilson Camargo
Estante: Literatura Brasileira
Prateleira: Antologias
Peso: 100g
Medidas: 22 x 15 cm.
Assuntos Abordados na Obra: “Os contos e poemas deste livro são como cristais que refletem pequenos momentos vividos e que, agora, não se perderão jamais”. Jari Rocha.
Concurso Literário; Verso e Prosa; Antologia Literária; São Leopoldo; Título.
Descrição: Livro Novo

Preço: R$ 12,00

terça-feira, 23 de junho de 2009

Livros no supermercado

Ao fazer algumas compras da semana num supermercado daqueles onde também se vendem livros, chamou-me a atenção uma pequena placa informativa que um funcionário teria provavelmente levado da seção de iogurtes, deixando-a, inadvertidamente ou não, em cima de uma grande pilha de livros. Dizia mais ou menos isto: «ESTES PRODUTOS SÃO RAPIDAMENTE PERECÍVEIS, DEVEM SER CONSUMIDOS LOGO APÓS A SUA ABERTURA.» Pareceu-me perfeitamente adequado ao tipo de livros que ali se encontravam.

A Livraria do Trem também vai passar a usar este tipo de sistema informativo, mas em vez da seção de iogurtes passaremos a recorrer à seção de Legumes/Vegetais: «OS NOSSOS PRODUTOS SÃO SELECIONADOS NOS MELHORES FORNECEDORES. ENTREGUES DIARIAMENTE EM EMBALAGENS ESPECIAIS, GARANTINDO A PRESERVAÇÃO DAS SUAS CARACTERÍSTICAS NATURAIS, AUMENTANDO A SUA DATA DE VALIDADE.

Isso é bem comum...

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Livreiro: espécie em extinção?

Muitas vezes se diz que já não há livreiros como antigamente. Que são uma espécie em extinção. Que as grandes cadeias acabaram com eles. Que o empregado que nos atendeu não sabe o que está fazendo, etc., etc. De fato, tudo isto é verdade. Mas isto acontece simplesmente porque o livreiro é uma figura rara. Existiram e existem muito poucos livreiros, e sempre foi assim.
Se definirmos os livreiros apenas como aqueles que negociam livros, então, existem muitos. Mas se definirmos o livreiro como aquele que gosta, conhece, lê e vende livros, então, existem muito poucos. O livreiro é um autodidata, não há nenhum curso que o possa formar. Isto é, claro que se pode e deve dar formação a uma pessoa que quer trabalhar numa livraria ou que, enquanto gestor ou empresário, pretende criar uma, no entanto, ser livreiro é outra coisa. Ser livreiro é muito mais do que simplesmente vender livros (para isso existem vários truques), tem de saber dignificá-los, amá-los, conhecer a sua história, saber o interior de muitos, interessar-se por quem os escreve e por que os escreve daquela maneira. Tem de conhecer toda a cadeia do livro, desde que nasce na mão do autor até chegar à mão do leitor, tem de saber vendê-lo honestamente, divulgá-lo, incentivar a leitura, só assim, poderá reivindicar para si um papel importante como agente cultural.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Para mim...

O homem se faz ao se desfazer: não há mais do que risco, o desconheciso que volta a começar. O homem se diz ao se desdizer: no gesto de apagar o que acaba de ser dito, para que a página continue em branco. Frente a autoconsciência como repouso, como verdade, como instalação definitiva na certeza de si, prende a atenção ao que inquieta, recorda que a verdade costuma ser uma arma dos poderosos e pensa que a certeza impede a transformação. Perde-te na biblioteca. Exercita-te no escutar. Aprende a ler e a escrever de novo. Conta-te a ti mesmo a tua própria história. E queima-a logo que a tenhas escrito. Não sejas nunca de tal forma que não possas ser também de outra maneira. Recorda-te de teu futuro e caminha até a tua infância. E não perguntes quem és àquele que sabe a resposta, nem mesmo a essa parte de ti mesmo que sabe a resposta, porque a resposta poderia matar a intensidade da pergunta e o que se agita nessa intensidade. Sê tu mesmo a pergunta.

. .
_

domingo, 17 de maio de 2009

Vídeos na Flip 2008: Qual o futuro do livro?

Série de vídeos rápidos realizados na Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP) 2008 pelo Jornal de Debates com gente famosa e outras nem tanto que pergunta “Qual é o Futuro do Livro?“. Entre o “bom” de Luis Fernando Veríssimo e o “brilhante” de Paulo Betti (no vídeo acima), estão vários depoimentos interessantes, reflexivos, divertidos e entusiasmados. Veja mais vídeos no YouTube.


quinta-feira, 14 de maio de 2009

A profissão do livreiro, segundo Monteiro Lobato

“Entre os mais humildes comércios do mundo está o do livreiro. Embora sua mercadoria seja á base da civilização, pois que é nela que se fixa a experiência humana, o livro não interessa ao nosso estômago nem a nossa vaidade. Não é portanto compulsoriamente adquirido. – O pão diz ao homem: ou me compras ou morres de fome; - O batom diz á mulher: ou me compras ou te acharão feia. E ambos são ouvidos. Mas se o livro alega que sem ele a ignorância se perpetua, os ignorantes dão de ombros, porque é próprio da ignorância sentir-se feliz em si mesma, como o porco com a lama. E, pois o livreiro vende o artigo mais difícil de vender-se.Qualquer outro lhe daria maiores lucros; ele o sabe e heroicamente permanece livreiro. E é graças a esta generosa abnegação que a árvore da cultura vai aos poucos aprofundando as suas raízes e dilatando a sua fronde. Suprimam-se o livreiro e estará morto o livro – e com a morte do livro retrocederemos á idade da pedra, transfeitos em tapuias comedores de bichos de pau podre. A civilização vê no livreiro o abnegado zelador da lâmpada em que arde, perpetua, a trêmula chamazinha da cultura. ”

- Monteiro Lobato

O prazer das bibliotecas mais suntuosas do mundo

É um livro que foi divulgado por um blog que aponta para uma realidade: a das imensas e lindíssimas bibliotecas de todo o mundo. O livro se chama “Libraries“, obra que contém um ensaio fotográfico selecionado com 172 imagens de bibliotecas de todo o mundo, feitas por Candida Höfer, e com prefácio de Umberto Eco. O blog é o The Nonist, que publicou o post “Hot Library Smut“, elogiando a obra e confessando seu “biblio-voyerismo”. Entre as fotos selecionadas estão a British Library London, a Rijkmuseum Amsterdam, a Trinity College Library Dublin e, claro, o Real Gabinete Português de Leitura - no Rio de Janeiro. Abaixo apenas dois aperitivos dos 14 que estão no blog e dos 172 que estão no livro.



Real Gabinete Português de Leitura, Rio de Janeiro, RJ - Brasil

Trinity College Library, Dublin - Irlanda

quarta-feira, 13 de maio de 2009

CEO do Google: “Ler um livro é a melhor forma de aprender alguma coisa”

Em entrevista ao jornalista Charlie Rose no mês de março (06/03/2009), o CEO do Google, Eric Schmidt, falou de vários assuntos, como a missão do Google na organização de toda a informação do mundo e da influência que sua empresa e a Internet em geral estão tendo sobre a educação e todos os aspectos cognitivos dos seres humanos. Em uma parte da entrevista, Schmidt fala sobre a importância decisiva dos livros mesmo numa época de alta tecnologia, e, em um trecho específico, ele diz (43′40″): “Ainda acredito que sentar e ler um livro é a melhor forma de aprender alguma coisa. Eu temo que estejamos perdendo isso. Se você pegar qualquer platéia de pessoas em educação, é importante que comecemos pela leitura”. A entrevista de 56 minutos está disponível na íntegra do Google Vídeos (obviamente) e também pode ser assistida no player abaixo.

Animação com Livros "This is Where We Live"

Da 4th Estate Publishers, animação especial com livros em comemoração ao seu 25º aniversário.


This Is Where We Live from 4th Estate on Vimeo.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Corto Maltese: La cour secrète des Arcanes, Pascal Morelli



Formato: rmvb
Áudio: Francês
Legendas: Português/BR embutidas
Duração: 1:32
Tamanho: 300 MB
Dividido em 04 Partes
Servidor: Rapidshare
Legendas convertidas em PT/BR: Eudes


Legendas convertidas para o PT/BR:


Sinopse: A história, que adapta o álbum original com fidelidade quase canina, mostra Corto Maltese e seu ocasional parceiro, o russo louco Rasputim, na Sibéria durante a Revolução Russa. Eles são contratados pela sociedade secreta chinesa Lanternas Vermelhas para roubar um trem que carrega o tesouro imperial do czar. Segue-se, então, uma seqüência em que Corto e seus aliados precisam bater os vários senhores da guerra (historicamente corretos!) que dominam o lugar na busca pelo tesouro.

O enredo original foi compreensivelmente abreviado (e simplificado) para caber nos 92 minutos, mas nada de importante se perdeu, para felicidade de quem aprecia uma boa saga!

Além do roteiro excelente, o filme também é impecável no quesito animação. Para ser justo, não seria necessário virtuosismo a fim de mostrar nas telas um episódio de Corto Maltese (gibi que sempre favoreceu mais a trama do que a ação), mas os animadores foram além do chamado do dever e fizeram um trabalho excelente. A habilidosa mistura de técnica tradicional e computadorizada transporta a obra de Pratt para o cinema com absoluta perfeição. Curiosamente o maior destaque é a animação de fumaça (!), talvez a melhor já realizada pelo cinema.

Fonte: Omelete



sábado, 21 de março de 2009

Sobras de Estúdio III

Bem, como qualquer pessoa que trabalha com arte gráfica sabe: após algum tempo ficamos encalhados com inúmeros materiais que acabaram não sendo publicados e postos em circulação (pelos mais diversos motivos). Assim sendo, vou aproveitar o espaço do blog para mostrar estes trabalhos aos quais denominei de “sobras de estúdio”.



Capa do livro Marune: Alastor 933 de Jack Vance para a Editora Francisco Alves. Dez. 2008
.
.
HQ inacabada de 1995.
.
.
.
.

sábado, 7 de fevereiro de 2009

O Meu Gato...


Um gato vive um pouco nas poltronas, no cimento ao sol, no telhado sob a lua. Vive também sobre a mesa do escritório, e o salto preciso que ele dá para atingi-la é mais do que impulso para a cultura. É o movimento civilizado de um organismo plenamente ajustado às leis físicas, e que não carece de suplemento de informação. Livros e papéis, beneficiam-se com a sua presteza austera. Mais do que a coruja, o gato é símbolo e guardião da vida intelectual.
.
Carlos Drummond de Andrade

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009