Facebook

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Cliente nosso de cada dia IX

- Não sei se é capaz de me ajudar? Eu estou à procura de um livro que o meu professor disse que nós devíamos ler, porém, neste momento, não me lembro do título.
- Será que sabe me dizer, mais ou menos, qual é o enredo?
- O meu professor falou numas aventuras extraordinárias de um herói grego que leva muitos anos para retornar a sua casa. Acho que o nome dele era qualquer coisa como... Hércules.
O livreiro, identificando de imediato o livro que o cliente procurava:
- Creio que o livro que procura é a Odisseia de Homero e o nome do herói grego é Ulisses.
- É isso mesmo, diz o estudante, todo contente.
- Só um momento… Vou buscar.
Passado poucos segundos, o cliente, dirigindo-se ao balcão:
- Não! Este não. Eu quero um livro.
- Mas este é um livro. E é o livro que me pediu.
- Não! Você não me entende. Tem que ser um livro!
O livreiro olha para o teto, tentando ver o céu, na esperança de uma intervenção divina, mas do teto nada veio.
- Vamos ver se nos entendemos… O que eu lhe dei nas mãos não é um livro?
- Sim, mas tem que ser um livro para ler, de aventuras, e não um livro cheio de versos e poemas.

Nenhum comentário: